Sunday, November 19, 2017

Caminhando no Planeta C

Numa Sala Vazia

11 de Maio de 2012


Capa da versão de 12" do single "Everybody Dance"

A primeira canção que compus para os CHIC chama-se "Everybody Dance". A sua gravação custou 10 dólares. Foi essa canção que mudou completamente a minha vida.

Alguns meses depois de gravar essa canção, o meu sócio Bernard Edwards e eu solidificámos o nosso conceito para a The CHIC Organization. O sucesso da minha primeira canção colocou-me num caminho que, durante o resto da minha vida, me permitiu interagir com super-estrelas glamorosas e participar de mega-projectos.

Há qualquer coisa de ironicamente maravilhoso no facto de tocar esta canção que mudou a minha vida, vestido com roupa normal do dia-a-dia, Numa Sala Vazia.

 


"Everybody Dance" Numa Sala Vazia

 


Eu e o Seal


Eu e o Rod Stewart


Eu e o Eddie Murphy


Eu, o Fonzie, e o Luther Vandross


Eu e o Slash


Mikhail Gorbachev, Mary J. Blige e Eu


Eu e a Grace Jones


Dominic Chianese, eu, John Oates, Barry Mann, Cynthia Weil, Timbaland, Ruben Blades, Daryl Hall


Catherine Deneuve e eu


Eu e a Cher


Paul Simon e eu


Eu e o Elton John


Fotografia de 1983 com o David Bowie, Coco Schwab, eu e o Rick James

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Confiar no Processo

9 de Maio de 2012


Sem nunca nos termos conhecido antes, o Adam e eu alugámos um estúdio e decidimos Confiar no Processo

O novo álbum do Adam Lambert, Trespassing, foi divulgado antes do tempo. A maior parte de vocês já ouviram a canção na qual eu toco, chamada "Shady". O que vocês não conhecem é o Processo. Começou com um tweet que o Adam e o Sam Sparro me enviaram, pedindo-me para tocar nesta faixa funky.

Depois de conversar um pouco, apercebemo-nos de que isso só podia acontecer de uma maneira. Sem nunca nos termos conhecido antes, o Adam e eu alugámos um estúdio - e, como diria o John Taylor dos Duran Duran, decidimos Confiar no Processo (Trust The Process).

 


NRP é apresentado a RCA & MTV antes de ouvir "SHADY"


A primeira vez que ouvi o refrão de "SHADY" - trabalho sempre o refrão primeiro


Tentando perceber o formato da canção "SHADY"


Ouvindo o início de "SHADY" pela primeira vez


Neste momento já tinha tocado "SHADY" de, pelo menos, 20 maneiras diferentes e, agora, estava apenas a improvisar


Explico ao Adam, depois de nos termos acabado de conhecer, porque toquei estas primeiras ideias antes de ter a oportunidade de ouvir as ideias dele


Tocando ideias diferentes na ponte do Sam Sparro


Neste momento tínhamos decidido como a canção iria ser; depois, toquei uma parte com pedal que podiam usar em fade in & out

 


O Adam foi professional e estava concentrado, mas também me deixou interpretar a canção à minha maneira


Este sorriso do Adam Lambert diz tudo - É por isto que faço música

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Isto é 100% Verdade

8 de Maio de 2012


Após enviar o meu blogue ontem, saí para a minha caminhada matutina

Após enviar o meu blogue ontem, saí para a minha caminhada matutina. Saí pela porta de trás para tirar algumas fotografias, quando reparei que a maré viva estava muito baixa. Foi a maré mais baixa que vi em todo ano (-1.29 pés). Não resisti caminhar o mais possível em direcção à água.

O solo estava tão macio que, assim que deixei a área rochosa, pus o pé numa espécie de versão mais espessa de areias movediças. A adrenalina começou a correr à medida que o meu instinto de defesa entrou em acção. Assustei-me quando comecei a afundar-me, mas lá consegui caminhar debaixo do passadiço e tirar algumas fotografias interessantes.

Embora os meus sapatos estivessem molhados e sujos de lama, fui caminhar com eles. Passou demasiado tempo desde a minha última caminhada terapêutica. Não demorou muito tempo para retomar o ritmo. O tempo estava perfeito.

Assim que saí do quintal, comecei a cantar a letra, "Every day I'm shufflin'... Shuffle-in Shuffle-in" de "Party Rock Anthem" dos LMFAO. Comecei a assobiar a parte distinta de sintetizadores que se segue à letra. Só caminhei cerca de três quilómetros porque tinha uma massagem shiatsu marcada para as 06:30h.

Por acaso, estava a cantar a canção "CHIC Cheer" quando virei a esquina que dá acesso à minha casa. Ao aproximar-me da entrada para a garagem, vi uma coisa que parecia lixo à frente da minha casa. Quando foquei a câmara naquilo que pensava ser lixo, estava a cantar a letra de "CHIC CHIC". Isto é 100% Verdade.

 


Foi a maré mais baixa que vi em todo ano (-1.29 pés)


Debaixo do passadiço da minha doca na maré baixa


Assim que saí do quintal, comecei a cantar a letra, "Every day I'm shufflin'... Shuffle-in Shuffle-in" de "Party Rock Anthem" dos LMFAO


O meu mestre de shiatsu chegando às 6:30 da manhã


Ao aproximar-me da entrada para a garagem, vi uma coisa que parecia lixo à frente da minha casa


Quando foquei a câmara naquilo que pensava ser lixo, estava a cantar a letra de "CHIC CHIC" - não faço ideia de como isto veio parar à frente da minha casa naquele momento


LMFAO


Under the boardwalk (debaixo do passadiço)


Quando chego a casa vou pelo jardim


Este sou eu chegando a casa

 


Add a comment Add a comment

Comments + Playlist

Category: Caminhando no Planeta C

Em Forma Mental, Física e Espiritual

7 de Maio de 2012


Ontem de manhã cedo retomei a minha rotina diária positiva

Ontem de manhã cedo retomei a minha rotina diária positiva que, quando fui inicialmente atacado pelo cancro/câncer há um ano, costumava ser como uma religião para mim. Os médicos receitaram-me uma rotina de exercício que consistia, principalmente, de caminhar alguns quilómetros por dia. Era terapêutico a muitos níveis.

Estava muito preocupado em sobreviver a cada noite e acordar na manhã seguinte. As caminhadas faziam com que parasse de me preocupar com morrer e ajudavam-me a celebrar a vida. Assim que o medo generalizado de morrer durante a noite desapareceu, comecei a ficar mais complacente. Em pouco tempo abandonei a minha rotina.

Durante a digressão com o Seal, há alguns meses, ele fazia exercício a toda a hora. Dizia que queria ser capaz de actuar àquele nível durante tanto tempo quanto possível.

Quando se trata de actuar, dou sempre 100%. Sempre confiei na vontade própria, no amor pela música e na minha dedicação ao trabalho árduo. Não me sinto diferente, quando estou a correr e a saltar no palco, de como me sentia quando tinha 17 anos. Mas sou suficientemente perspicaz para saber que preciso de retomar a forma.

A vida é difícil, mas também é linda, e quero que a minha qualidade de vida continue tão linda quanto possível. Vou redobrar os meus esforços para ficar em excelente Forma Mental, Física e Espiritual.

 


Tenho um tapete rolante onde posso caminhar todos os dias independentemente das condições climatéricas - não há desulpas para não fazer exercício


As caminhadas faziam com que parasse de me preocupar com morrer e ajudavam-me a celebrar a vida - aqui estou caminhando em Tóquio


Ele dizia que queria ser capaz de actuar àquele nível durante tanto tempo quanto possível


Quando se trata de actuar, dou sempre 100%


Sempre confiei na vontade própria, no amor pela música e na minha dedicação ao trabalho árduo


Não me sinto diferente, quando estou em palco, de como me sentia quando tinha 17 anos, embora nesta fotografia tenha 26 anos


Aqui estou eu a tocar no The Bitter End há algumas semanas, MAS TAMBÉM toquei aqui quando tinha 17 anos!


A vida é difícil, mas também é linda e, hoje, o meu quintal estava lindo


Vou redobrar os meus esforços para ficar em excelente Forma Mental, Física e Espiritual

 


Add a comment Add a comment

Comments + Playlist

Category: Caminhando no Planeta C

Cancro/Câncer Esperto, Rápido e Inesperado

6 de Maio de 2012


Sinto-me melhor hoje e peço desculpa por não ter conseguido escrever o blogue ontem

Lamento não ter conseguido escrever o blogue ontem. Algumas horas antes de o começar a fazer, fiquei a saber que o Adam Yauch dos Beastie Boys tinha morrido de cancro/câncer. Não fazia a menor ideia que ele estava a lutar contra o grande C. Tenho vivido dentro de uma espécie de bolha nos útimos anos, desde que mudei o meu estúdio para fora da Cidade de Nova Iorque.

Recordo-me nitidamente da primeira palavra que o Adam de me disse. "Ruling!" (No comando da situação!) Foi a resposta à minha pergunta, "Como estás?" Foi na discoteca Palladium em Nova Iorque, na noite do concerto deles no Madison Square Garden com a Madonna. Achei muita piada à resposta dele porque foi Esperta, Rápida e Inesperada - tal como o Cancro/Câncer, a doença que o levou.

Tenho uma consulta com o meu médico na Segunda-feira, para ver o resultado das análises ao sangue que faço regularmente, para acompanhamento do meu pós-operatório oncológico. Horas antes de ter sabido as notícias sobre o Adam, tinha almoçado com uma pessoa que tem que fazer tratamentos de quimioterapia de 3 em 3 semanas para o resto da vida. É a única forma que os médicos têm de controlar o tamanho do tumor inoperável que essa pessoas tem. No final do almoço, eu disse, "És o meu novo herói!"

Não posso imaginar como será viver assim. Tenho descrito os vários procedimentos pelos quas tenho passado como "um degrau abaixo de tortura medieval", mas quimioterapia de 3 em 3 semanas para o resto da vida parece incompreensível. É essa a realidade do Cancro/Câncer Esperto, Rápido e Inesperado.

 


Tenho vivido dentro de uma espécie de bolha nos útimos anos, desde que mudei o meu estúdio para fora da Cidade de Nova Iorque


Os The Beastie Boys à frente de um poster da Madonna


Os The Beastie Boys também tocaram com a Madonna no Radio City em Nova Iorque próximo da data em que tocaram no The Garden, o que é algo quase inédito


Tenho descrito os vários procedimentos pelos quas tenho passado como "um degrau abaixo de tortura medieval"


Descansa em Paz Adam Yauch (5 de Agosto de 1964 a 4 de Maio de 2012)

 


Add a comment Add a comment

Comments + Playlist

Category: Caminhando no Planeta C

Descansa em Paz MCA

5 de Maio de 2012


Vou tirar o dia para reflectir. Volto a falar com vocês amanhã. Descansa em Paz MCA.

 

 


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Tempos Muito Bons

4 de Maio de 2012


Q-Tip, eu e GZA no ensaio para o concerto de beneficiência para a We Are Family Foundation

Há Tempos Muito Bons no horizonte. Brevemente, a Fender Guitars anunciará que estou a trabalhar num projecto que envolve a Hitmaker e Fender. Há muitas ideias em discussão e poderemos revelá-las assim que houver algo de concreto.

Estamos a colaborar de forma a garantir que este projecto seja o reflexo da importância e valor histórico da Hitmaker de todas as perspectivas, e que os coleccionadores e guitarristas possam todos partilhar esta experiência.

Quem me dera poder dizer mais. Vocês sabem que sou um livro aberto. Prometo que o projecto será fantástico e que se relaciona com a minha guitarra mais versátil.

É tudo o que posso dizer sobre o projecto neste momento, mas estes são Tempos Muito Bons.

 


Ensaiando "Good Times / Rapper's Delight" com o Q-Tip e o GZA

 


Ensaiando com o GZA e o Q-Tip


CHIC com Q-Tip e GZA numa actuação rara em conjunto, que arrasou


Casaco da Digressão Nile Rodgers Hitmaker


A The Hitmaker é a guitarra mais versátil que jamais toquei

 


Add a comment Add a comment

Comments + VIDEO

Category: Caminhando no Planeta C

Atrás de Portas Fechadas

3 de Maio de 2012


Técnico de guitarras da CHIC Organization, Terry Brauer

Estive a ver alguns vídeos que o meu técnico de guitarras, Terry, gravou da banda. Foram gravados alguns dias antes da minha sessão com o Adam Lambert. Estávamos prestes a começar o ensaio para um concerto de recolha de fundos para uma beneficiência de luta contra o cancro/câncer.

Normalmente, quando me vêem tocando com a CHIC Organization, estamos bem ensaiados e a tocar canções que escrevi e produzi. Mas mesmo depois destes anos todos, tocar música ainda é divertido e recreativo apesar de ser a minha forma de ganhar a vida. Portanto, é isto que faço Atrás de Portas Fechadas.

 


Eu e a The Hitmaker improvisando em "Reach For It" de George Duke

 


O meu técnico de guitarras Terry e o Bruno Mars nos ensaios


Normalmente, quando me vêem tocando com a CHIC Organization, estamos bem ensaiados e a tocar canções que escrevi e produzi


Na minha cama de hotel com a Hitmaker Atrás de Portas Fechadas


Improvisando no estúdio Le Crib

 


Add a comment Add a comment

Comments + VIDEO

Category: Caminhando no Planeta C

Lealdade

2 de Maio de 2012


Eu e a The Hitmaker

Estou a trabalhar furiosamente em vários projectos diferentes - e o facto de eu tocar guitarra é a coisa que os liga - isso, e a minha guitarra favorita. Tem o apelido The Hitmaker porque é usada em inúmeros discos de sucesso. Não é a única guitarra que uso, mas é a que uso com maior frequência.

Tem um som e toque muito próprios. Tem uma certa claridade de som que lhe permite atravessar a maior parte das frequências, mesmo em baixo volume. É tão distinta que, quando a toco numa gravação, a The Hitmaker transforma-se muitas vezes numa segunda voz. São estas qualidades que criaram os laços que me unem a esta guitarra desde o momento em que a comprei há trinta e cinco anos.

Tentei encontrar as primeiras fotografias de mim com a The Hitmaker até às mais recentes - para mostrar a minha Lealdade.

 


'Nard e Nile no início com a Hitmaker por volta de 1977


A The Hitmaker no Estúdio A dos estúdios Power Station, onde foi tocada na afamada primeira gravação do estúdio, com os CHIC, em 1977


Capa do Melody Maker em '81


Actuando com a minha Hitmaker Strat no programa de TV All My Children em '82


Aqui, estou a tocar a The Hitmaker no último concertto do Bernard Edwards em '96


Eu, The Hitmaker, e o Seal - é tocada no sucesso dele "Fly Like An Eagle"


Tocando a The Hitmaker com o Elton John


Eu e a The Hitmaker gravando com o Adam Lambert


A The Hitmaker e eu somos uma equipa

 


Add a comment Add a comment

Comments + Playlist

Category: Caminhando no Planeta C

À Última Hora, Fora de Controlo

1 de Maio de 2012


Outra fotografia de mim e do Adam Lambert tirada pelo Terry - Estou a Rir à Gargalhada

É chegada a altura para mais uma ronda de análises pós-operatórias ao sangue, o que normalmente me põe nervoso. Mas, hoje, não me sinto muito nervoso porque passei metade da noite a rir. Encontrei um vídeo dos bastidores dos meus primeiros minutos com o Adam Lambert. Nele, estou a analisar cada parte da minha abordagem inicial às parte de guitarra nesta canção "Shady".

O Adam chegou atrasado ao estúdio e eu tinha pouco tempo disponível. Nunca tinha visto este vídeo antes, porque foi gravado pelo Terry, o meu téncico de guitarras. Estava numa pasta que não reconheci, chamada "À Última Hora, Fora de Controlo".

 


Nos Bastidores com o Adam Lambert - criando a faixa "SHADY"

 


O Adam tambem ri à gargalhada!


Eu na sala principal do estúdio Power Station/Avatar

 


Add a comment Add a comment

Comments + Playlist

Category: Caminhando no Planeta C

Page 14 of 35

Blog Search