Friday, November 24, 2017

Caminhando no Planeta C

Mesmo Muito a Sério


Pauta "Um Príncipe em Nova Iorque" - a minha primeira grande banda sonora

Depois de ter recebido um poster original do filme "Um Príncipe em Nova Iorque" como presente de Natal, fui inundado de memórias. Foi a minha primeira grande banda sonora e uma das melhores experiências da minha vida.

Foi um desafio fazer este filme, e divertido também, porque tive que usar uma ampla variedade de estilos para fazer passar as mensagens cómicas do filme. Ao fazer comédia, acredito que a muúsica tem que ser Mesmo Muito a Sério.

O actor Paul Bates cantou "She's Your Queen to Be" e terminou a canção com uma cara mesmo Séria. A voz aguda de falsetto que sai do volumoso Bates faz com que seja ainda mais engraçado.

Numa das cenas do filme, os personagens de Eddie Murphy e Arsenio Hall assistem a um reclame na TV que dá a ideia a um deles de mudar o penteado. Este momento "Soul-Glo" é engraçado a Sério.

Para que a piada "The Royal Penis is Clean Your Highness" (o pénis real está limpo, sua majestade) funcionasse, a música de apoio tinha que ser Mesmo Muito Séria.


"The royal penis is clean, your Highness"

 


Semmi e Akeem vendo o reclame Soul-Glo


Oha cantando "She's Your Queen to Be"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

"A Festa de Noivado"


Poster "Sexual Chocolate" Emoldurado

Ontem, partilhei com vocês um dos mais singelos presentes de Natal que já recebi - um poster original do filme "Um Príncipe em Nova Iorque", protagonizado pelo Eddie Murphy e Arsenio Hall. Foi-me oferecido pelo brilhante realizador do filme, John Landis. O John ensinou-me muito sobre como contar uma história durante a filmagem de "Um Príncipe em Nova Iorque", que foi a minha primeira banda sonora em grande escala.

Amanhã, vou falar sobre alguma da música cómica do filme, "Soul-Glo", "She's Your Queen to Be", e "The Royal Penis is Clean", mas hoje quero partilhar com vocês aquilo que Landis me ensinou sobre o contar de uma história através da música: É preciso conhecer os personagens e aquilo que motiva as suas acções, porque a música tem que acentuar a realidade emocional da história. Esta é a história de um príncipe Africano fictício, que vai para a América à procura da noiva perfeita.

Ao compor a música para o filme, tive sempre que tomar em consideração o africanismo do personagem - mas também perceber que a ideia que a maiorida das pessoas tem de uma cerimónia real se baseia na pompa Britânica. A música tinha que ser, ao mesmo tempo, familiar e diferente.

Quandos os convidados d' "A Festa de Noivado" chegam, trato-os como se estivessem a chegar ao Palácio de Buckingham. Os convidados têm um ar elegante e refinado - sofisticado e confortável - apesar de o palácio se encontrar no meio da selva de Zamunda e não no centro de Londres.

Aquilo que compus é uma entrada chamada "A Festa de Noivado".


"A Festa de Noivado" - A sessão orquestral original numa cassete que estava desaparecida desde 1987

 


Arsenio Hall e Eddie Murphy no filme "Um Príncipe em Nova Iorque"


O realizador John Landis


Poster de publicidade ao produto Soul-Glo


Os convidados da Festa de Noivado


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

As Melhores Coisas na Vida


"Um Príncipe em Nova Iorque"

Todos os anos, por volta da época de Natal, acontece-me sempre agulma coisa extraordinária. No ano passado, fui atacado por um tipo agressivo de cancro/câncer da próstata. Os resultados dos testes de patologia apontavam para um futuro incerto. Foi bastande difícil, mas parece que estou a recuperar lentamente.

Este Natal, uma das grandes surpresas veio do realizador John Landis. Foi ele que realizou o espantoso vídeo de longa duração para a canção "Thriller" do Michael Jackson. Também realizou alguns filmes inovadores de sucesso, um dos quais Um Príncipe em Nova Iorque com o Eddie Murphy, cuja banda sonora foi composta por mim. O John mandou-me um presente que me apanhou de surpresa - um poster dos Sexual Chocolate com o Sr. Randy Watson, o artista hilariante e inepto que canta uma canção no filme.

Como se isso não bastasse, encontrei por acaso uma velha cassete áudio que já não ouvia desde 1987. É a cassete que fiz enquanto conduzia a orquestra durante a gravação da partitura. Não posso explicar em palavras a surpresa que foi econtrar esta cassete no mesmo dia em que abri o presente do John Landis.

Costumam dizer que "As Melhores Coisas na Vida não Custam Dinheiro". É verdade. Do meu ponto de vista, o amor, as pessoas, a música, a arte a e própria vida são As Melhores Coisas na Vida.


Poster "Sexual Chocolate" Emoldurado


Parte de trás do poster "Sexual Chocolate" ("Nile - Que mais se pode dizer? John Landis, 2011")


Aqui está o movimento "The King's Motorcade", um pouco diferente da versão do filme, porque o escrevi de acordo com a edição original

 


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Tocar Esta Música


Tocando a introdução de "Good Times"

Estamos no processo de organizar os concertos ao vivo do ano que vem. Vamos visitar alguns novos mercados, pelo que tenho estado a dar bastantes entrevistas.

Uma jornalista perguntou-me ontem como iria ser o nosso novo espectáculo. Respondi que estávamos a adicionar mais canções à lista. Perguntou-me ainda se me importava de tocar as mesmas canções ao fim destes anos todos. Respondi, "Considero as minhas canções composições e reinterpretamos constantemente essas composições". Depois disse, "Vá até ao YouTube e escolha à sorte uma canção dos CHIC ao vivo."

Ela escolheu "Good Times" Ao Vivo no Le Trianon, Paris 2011. Depois de ver o vídeo, disse-lhe, "Foi a única vez em que improvisei com o solo de baixo nesta canção". Este é um excelente exemplo de porque nunca me canso de Tocar Esta Música.


Eu cantando


Folami cantando


Kim cantando


Carregado por soulhoperLB
Nile Rodgers & CHIC, Good Times, Ao Vivo no Le Trianon, Paris, 18 de Junho de 2011. A única vez que improvisei com o solo de guitarra baixo durante "Good Times". Podem ver que fiquei surpreendido quando ele me disse para tocar com ele.

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Feliz Natal!


Dia de Natal em 2010 - Estava a tentar recuperar as forças - O futuro era incerto, mas tocar guitarra ajudou-me a manter uma atitude positiva

Por esta altura no ano passado, não tinha a certeza se estaria vivo no ano seguinte. Fui atacado por um cancro/câncer muito agressivo e, no Natal passado ainda não tinha decidido qual o tipo de tratamento que iria seguir. É bom poder dizer que ainda aqui estou. Feliz Natal!

Sofro de insónia aguda e, independentemente da hora a que me deito, levanto-me sempre antes do nascer do sol. O meu quarto está virado para este e adoro tirar fotografias à primeira luz da madrugada.

Regressei recentemente de uma digressão Europeia e a minha empregada colocou luzes de Natal à volta da janela do meu alpendre. É a primeira vez que tenho luzes de Natal a decorar a casa onde moro.

A minha empregada é Húngara e leva o Natal muito a sério. Está a cozinhar, a fazer bolos e a decorar a casa para me animar. Sou agradecido por ela, pela minha família, e pelo meu crescente grupo de incríveis amigos. Feliz Natal!


Madrugada Vista da Janela do meu Quarto - Feliz Natal!


Nascer do Sol no meu Jardim - luzes de Natal à volta da janela do meu alpendre - Feliz Natal!


Amigos descansando no meu quintal durante a sua migração para sul - Feliz Natal!

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

O Vestido de Casamento da Kim Kardashian


O Vestido de Casamento da Kim Kardashian

Ontem estive a autografar livros na galeria comerical aqui em Westport, Connecticut. O meu editor disse-me que as pessoas gostam de comprar livros assinados pelo autor. Nunca fui famoso, mas felizmente tive uma carreira maravilhosa porque a minha música é famosa.

A canção "Le Freak" é o meu maior sucesso de vendas. É o único single triplo platina da Atlantic Records e a única canção desta editora a chegar ao nº 1 três vezes na tabela Hot 100 da Billboard. Foi um sucesso de rádio imediato. Muita gente comprou o single depois de ouvir a canção apenas uma vez.

O livro de memórias "Le Freak" é uma situação diferente, porque o consumidor tem que o comprar - e só depois ler - ao contrário de quando se ouve uma canção, o que é gratuito e uma experiência relativamente passiva.

Depois de ter assinado uma pilha de livros, o gerente da loja tentou vender o meu livro a uma senhora que estava ao meu lado. A cliente perguntou-me, "O que faz na vida?" Em tom de brincadeira, respondi, "Oh, fiz o vestido de casamento da Kim Kardashian". A senhora ficou logo toda animada ao ouvir esta invenção. Rapidamente ri, sorri e disse, "Não, não é verdade. Não fiz o vestido dela - compus uma data de canções que chegaram ao 1º lugar das tabelas de vendas, que você provavelmente conhece, e até gostará muito de algumas. Este livro que acabei de assinar é a história da minha vida". Ela não estava nem remotamente interessada na realidade.

Mas o engraçado é isto: antes deste encontro, o gerente da loja tinha acabado de dizer que ela tinha adorado o livro e que as críticas excelentes que tem recebido eram bem merecidas. Agradeci-lhe e disse, "Mas teríamos um campeão de vendas se eu fosse o tipo que fez o Vestido de Casamento da Kim Kardashian".


O meu livro de memórias "Le Freak"


Compus a partitura do filme Um Príncipe em Nova Iorque e aqui está O Vestido de Casamento da Lisa


Aqui estão as pautas de "We Are Family." Tenho a sensação que tocaram esta música na festa de Casamento da Kim Kardashian

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

A Preto & Branco


Na maquilhagem A Preto & Branco

Tenho tanto a pôr em dia hoje. Faz parte das minhas responsabilidades, como membro do painel original dos prémios AIAS (Academy of Interactive Arts & Sciences), jogar uma data de novos vídeo-jogos (coitadinho de mim!). Corri pelas escadas abaixo mal me contendo para jogar Call of Duty 3, InFamous 2, Batman: Arkham City, L.A. Noire e, pelo menos, mais duas dúzias de outros jogos famosos.

Quando cheguei à sala onde estava a caixa com os jogos todos, reparei num monte enorme de fotos. Era o conjunto original de fotografias que tinha compilado para o meu livro de memórias "Le Freak".

Depois de um dia inteiro a jogar em alta-definição, voltei para ver as fotografias. Fiquei surpreendido que tantas das minhas favoritas fossem A Preto & Branco.


Eu e o Eric Clapton a P&B


Eu e a Janelle Monáe a P&B


Rick James e eu a P&B


CHIC a P&B


David Bowie e Liz Taylor a P&B


Eu e o David Bowie a P&B


A Kimberly, eu e a Folami a P&B


Uma fotografia a P&B de mim pelo Robert Mapplethorpe


Eu e o 'Nard a P&B


Eu e o 'Nard a P&B


Eu a P&B


A Audra, eu e a Sylver a P&B


Eu e o James Brown a P&B


Eu e o Charlie Sheen a P&B


Eu e o Ky-Mani Marley a P&B


Eu no estúdio com o Adam Lambert a P&B

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Não Há Nada Como Estar em Casa


Não Há Nada Como Estar em Casa

Cheguei ontem a casa, depois de ter estado ausente durante um mês em digressão na Alemanha com o espectáculo Night of the Proms. Era suposto ter chegado no dia anterior, mas o meu voo foi cancelado devido à queda do primeiro grande nevão na Europa.

Agora que estou de volta a casa, a primeira coisa a fazer é descansar. E para isso Não Há Nada Como Estar em Casa.

 

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Hotel Sheraton do Aeroporto em Frankfurt


Hotel Sheraton do Aeroporto em Frankfurt

Estou tão desanimado. No blogue de ontem dei uma descrição pormenorizada daquilo que aconteceria nos dois dias seguintes da minha vida. Como se fosse uma evidência. Os meus planos eram claros como a água porque tinham sido programados com meses de antecedência.

Quando este blogue for publicado hoje, não sei em que parte do mundo estarei. Está definido para publicação antecipada, pelo que no momento de publicação, espero estar a voar sobre o Mar do Norte; porém, está previsto nevar na Alemanha, que é onde me encontro enquanto vos escrevo.

Ainda aqui estou porque hoje caiu o primeiro nevão do ano na Europa, e os meus planos perfeitos foram completamente alterados. A única coisa que apresenterei como evidêncvia hoje é o seguinte: passei esta noite no Hotel Sheraton do Aeroporto em Frankfurt.

 


Fizemos o check-in no Aeroporto de Bremen enquanto o diabo esfrega um olho. Alguns momentos depois, avisaram-nos que o voo estava atrasado duas horas


Folami na Alemanha há uns dias atrás


Kimberly na Alemanha há uns dias atrás


Eu na Alemanha há uns dias atrás

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Cinco da Manhã EST (Nova Iorque)


Um avião com destino à América

No momento da publicação deste blogue, encontro-me sentado no aeroporto em Bremen, Alemanha. São cinco da manhã na hora de Nova Iorque, mas onze da manhã aqui. Daqui a uma hora irei apanhar um voo e depois fazer a transferência para outro voo com destino à América. Se tudo correr bem, estarei na minha cama pelas 10 da noite EST. Esta série de concertos, incluíndo o concerto privado de ontem à noite, foi inesquecível. Não houve um concerto que corresse mal em quase dois meses.

Nestes tempos de fracos recursos económicos, um espectáculo ao vivo é uma pechincha. Faz com que o entretenimento e os artistas regressem ao básico. Na CHIC Organization o nosso lema é: "Tocamos de graça - pagam-nos para viajar". Depois de um dia inteiro de viagem hoje, e antes de fazer a minha caminhada matinal amanhã, escreverei e enviarei o meu blogue diário às Cinco da Manhã EST (Nova Iorque).

 


CHIC saindo do palcoe


Cinco da Manhã EST (Nova Iorque)

 

Le Freak:
An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny
Escrito por Nile Rodgers

Categoria: Biografia & Autobiografia - Memórias Pessoais; Biografia & Autobiografia - Compositores & Músicos; Música - Popular
Formato: eBook, 336 páginas
À venda: Outubro de 2011
Preço: $ 12.99
Idioma: Inglês
ISBN: 978-0-679-64403-3 (0-679-64403-2)

Disponível em capa dura e eBook.

Hoje vai ouvir uma canção do Nile Rodgers e vai sentir-se feliz.

A música pop de hoje, com cruzamento de géneros, flexibilidade de sexos, mistura de raças, estilo visual e dominada pela música de dança com atracção global — é o mundo criado pelo Nile Rodgers. Nos anos 70 e 80, ele escreveu e produziu as canções que definiram essa era e tudo o que se lhe seguiu: "Le Freak," "Good Times," "We Are Family," "Like a Virgin," "Modern Love," "I'm Coming Out," "The Reflex," "Rapper's Delight." Além da sua própria banda, Chic, ele trabalhou com toda a gente desde a Diana Ross e Madonna ao David Bowie e Duran Duran (para nao falar de Mick Jagger, Debbie Harry, Bob Dylan, Eric Clapton, Michael Jackson, Prince, Rod Stewart, Robert Plant, Depeche Mode, Paul Simon, Peter Gabriel, Grace Jones, Bryan Ferry, INXS, e B-52's), transformando-lhes a música, vendendo milhões de discos e redefinindo aquilo que uma canção pop podia ser.

Saiba mais sobre este livro de memórias e encomende-o aqui:
"Le Freak: An Upside Down Story of Family, Disco, and Destiny"


Add a comment Add a comment

Comments

Category: Caminhando no Planeta C

Page 27 of 35

Blog Search