Monday, November 20, 2017

Caminhando no Planeta C

Construir Pontes de Paz

22 de Outubro de 2012


Aqui está um vídeo de bastidores do ensaio da Gala do ano passado com os CHIC, Q-Tip & GZA

Trabalhamos arduamente todo o ano e celebramos as nossas vitórias na nossa gala anual. Juntem-se à crescente família da Fundação We Are Family e ajudem-nos a continuar a Construir Pontes de Paz.


Contribua com $1 ou mais à Fundação We Are Family - CLICAR NA IMAGEM ACIMA

 


Eu e os & CHIC actuando na gala do ano passado com o Q-Tip e o GZA


Uma actuação dos CHIC e Elton John na gala


Eu e o Slash actuando na gala


Eu e a Anita Baker actuando na gala


No tapete vermelho com Joanna e Tony Bennett


Eu, Steven Van Zandt e Jackson Browne actuando na gala


O público no Hammerstein Ballroom


Um clássico assalto ao palco com os CHIC!


Uma actuação comovedora da Valerie Simpson na gala


No tapete vermelho com Kate Pierson (B-52s) e Jackson Browne

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Uma Noite a Recordar

19 de Outubro de 2012


"We Are Family" (Somos Família) Uma Mensagem Musical Para Todos

Ando mais ocupado que o normal, porque estou directamente envolvido com város compromissos de beneficiência além do meu trabalho normal. Comecei a escrever este blogue porque há muitas pessoas que, como eu, lutam com problemas especificamente relacionados com o cancro/câncer, mas também com dificuldades em geral. A vida é feita principalmente de dificuldades com momentos de felicidade.

Tento encontrar algo de bom nas horas mais difíceis para poder sentir tanta felicidade quanta posso controlar. Tento pensar no trabalho e em dar como divertimento e recompensa.

Viajei por este mundo inteiro desde criança e presenciei actos de bondade onde menos se esperaria encontrá-los. As pessoas têm uma grande capacidade para a bondade. Independentemente dos problemas de saúde com os quais possa estar a lidar, a minha vida é divertida e recompensadora. Criei muitas canções que mudaram a minha vida. "We Are Family" até é a inspiração para a minha própria fundação beneficiente - como a canção, os nossos programas chegaram a milhões de pessoas e aquilo que conseguimos nos primeiros onze anos faz-me sentir humilde.

Todos os colaboradores da Fundação We Are Family estão a trabalhar horas extraordinárias na nossa próxima gala. Terá lugar na segunda-feira, 29 de Outubro de 2012 no Manhattan Center's Hammerstein Ballroom. Iremos homenagear alguns humanitários visionários: Sting e Trudie Styler, Jeni Stepanek, Ph. D., e Daniel Stern da Reservoir Capitol. Muitos dos meus amigos irão actuar. Se pudermos prever o futuro olhando para o passando, será Uma Noite a Recordar.

 


A produtora de Dora The Explorer, Brown Johnson, & eu na Witness Gala do Peter Gabriel


Participei e actuei com os nomeados para Oscar IMPACT Repertory Theatre, no qual sou membro da mesa de presidência


Tento pensar no trabalho e em dar como divertimento e recompensa


A construção de uma das escolas da Fundação We Are Family - as pessoas têm uma grande capacidade para a bondade


A escola WAFF (We Are Famly Foundation) concluída com estudantes


Cópia da pauta original de We Are Family


A WAFF e a Court TV colaboraram na produção de "Empowering Children in the Aftermath of Hate" (Dar Força às Crianças no Rescaldo do Ódio) em 2002, um documentário de 30 minutos que ganhou dois galardões Beacon


TEDxTeen é outro dos nossos programa da WAFF


Adolescentes do programa Three Dot Dash da WAFF assistindo a apresentações da Rachael Chang (Catchafire), Celeste Borttorff (Coca-Cola) e Rose J. Flenorl (FedEx)


Isto quase nos descreve resumidamente porque também nos divertimos


Sting & Trudie Styler - Homenageados Humanitários na WAFF 2012


Mattie J.T. Stepanek e a mão dele Jeni - ele foi o primeiro e ela é a actual premiada com o Galardão WAFF Peacemaker


Daniel Stern, Presidente da Sociedade Cinematográfica do Lincoln Center


Eu e o Sir Elton John actuando com os CHIC na gala da WAFF


Eu, o Little Steven e o Jackson Browne numa gala da WAFF


Os B-52s na gala da WAFF no ano passado


Eu e a Miss Piggy numa gala da WAFF

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Comic-Con de Nova Iorque

13 de Outubro de 2012


Isto é que é dedicação - esta escultura realista teve uma pessoa lá dentro todo o dia!

Sempre que faço exames médicos, sinto uma série de emoções. Sinto sempre uma certa quantidade de medo, desespero, raiva, precaução, dor e stress, mas de alguma forma consigo voltar a sentir esperança, respeito, paciência, amor e felicidade. Os trabalhos diferentes com que estou envolvido garantem-me essa inevitabilidade de que voltarei a apreciar a vida e as pessoas. Esta semana, os exames médicos foram agradavelmente interrompidos pelos meus deveres como presidente da Sumthing Else Music Works, uma empresa que se especializa em bandas sonoras para jogos de vídeo. Fiz parte de um painel de compositores que falaram sobre a arte de compor a partitura para jogos de vídeo. Isto teve lugar durante um evento gigantesto que esgotou no Jacob Javits Center: A Comic-Con de Nova Iorque, o maior evento de cultura pop da Costa Leste.

A casa estava cheia e os meus colaboradores da SEMW trabalharam afincadamente. Não só o painel de distintos compositores me animou, mas também a imensa felicidade que emanava dos dedicados apoiantes da Comic-Con de Nova Iorque.

 


Aqui está outra foto onde se pode ver que ele se mexeu


Alguns compositires de jogos de vídeo de muito talento no stand da Sumthing Else Music Works na Comic-Con de Nova Iorque


Tivemos uma casa totalmente cheia - Merecemos a nossa própria categoria nos Grammy, minha GENTE!


A atenção ao detalhe deste indivíduo era fantástica


Será que ela tinha algum compromisso urgente?


Marth Vader


Cosplayers na Comic-Con de Nova Iorque


Um indivíduo a posar como Master Chief do Halo no stand da Sumthing


Pessoas que passaram pelo stand da Sumthing na Comic-Con de Nova Iorque


Solomon Grundy dirigiu-se a mim cantando "Aw Freak Out! Le Freak C'est Chic"


Uma imagem vale mil palavras


Apoiantes da Comic-Con de Nova Iorque


Um indivíduo dançando à Gangnam Style

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Se Calhar Não Prestamos Para Nada

6 de Outubro de 2012


Estou a passar por um ponto baixo na minha saúde física, mas não me queixo - aqui estou eu depois de deixar a urgência há alguns dias

Estou a passar por um ponto baixo na minha saúde física, mas não me queixo. Em vez disso, pergunto-me, "Quem tem uma vida melhor que a minha?" Passei uma rasteira à morte mais vezes que as que posso contar e estou, no momento, a recuperar (novamente) e a trabalhar mais que nunca.

P. Qual é o meu trabalho? R. Ajudar a alargar a abrangência artística da cultura pop, independentemente dos meios.

O meu trabalho é um serviço - mas um serviço criativo, divertido e artístico. Como compositor, tenho sempre o desafio de ajudar os meus artistas a alargar a sua abrangência. Por outras palavras, o meu trabalho é fazer música pop, ou seja popular, ou seja êxitos, ou seja conseguir posições altas nas tabelas de vendas. Nem sempre acerto porque espiritualmente isso não é possível e a beleza está nos olhos de quem a vê - mas faço o melhor que posso.

Ontem estava em LA em reuniões sobre o crescente interesse que há sobre aadaptar a história da minha vida ao cinema, ao teatro, a novela gráfica, etc. Quando regressei ao meu hotel, depois de filmar um segmento para um outro projecto, tinha uma tonelada de e-mails dando-me os parabéns por a minha banda CHIC ter sido nomeada para o Rock and Roll Hall of Fame. Isto fez-me sorrir, mas não pelas razões que poderão pensar.

A carreira dos CHIC foi dramaticamente encurtada devido às consequências da Disco Demolition Night (dia da demolição do disco) e do movimento Disco Sucks (o disco não presta). Após uma sequência de discos de ouro, platina e múltipla-platina, os CHIC nunca voltaram a ter outro êxito depois do Verão de 1979, que foi a altura em que a Disco Demo Night aconteceu.

O último êxito dos CHIC foi "Good Times." Foi lançado em '79 e alguns poderão argumentar que foi "o pai adoptivo da hip hop," dando origem a "Rapper's Delight" e a vários outros sucessos de homenagem - entre os quais o êxito dos Queen "Another One Bites The Dust". Embora os CHIC nunca mais voltassem a ter outro êxito, tanto eu como o co-fundador dos CHIC, Bernard Edwards, continuámos a trabalhar (ver descrição do trabalho acima mencionada).

Ontem à noite, recebi uma mensagem de texto, "Este poderá ser o ano dos CHIC porque vão autorizar o público a votar!" "Mesmo?" Tive que ir verificar o processo. Fui ao website do RnRHoF para ver como tinha sido organizado. A canção dos CHIC que está no topo da lista é "Rebels Are We," que foi lançada em 1980. Esta canção foi o início da maior sequência de fracassos da minha carreira. Não tenho a certeza se sequer a minha mãe conhece esta canção, quanto mais o agora "votante público".

Esta é a nossa sétima nomeação, que compreensivelmente resulta na incredulidade de imensos não-fãs dos CHIC, e percebe-se. Se organizassem esta lista de forma a que o votante percebesse porque motivo os CHIC estão nomeados ou para apenas alargar a cultura pop, não deveriam incluir os temas mais populares dos CHIC, todos eles anteriores a 1980? Canções como "Everybody Dance" e até lados B como "CHIC Cheer" são bem mais conhecidas que a própria banda.

Uma das melhores coisas na minha vida, além do facto de ainda estar vivo, é amar o meu trabalho de "fazer música". Independentemente de os CHIC algum dia entrarem no Rock and Roll Hall of Fame ou não, um monte de artistas com quem trabalhei já entraram e muitos mais entrarão.

Todos os homens na formação original da CHIC Organization já faleceram, excepto eu. Tinham execelentes sentidos de humor e perceberiam esta ironia cómica. Formámos os CHIC baseados em influências de duas distintas bandas da nossa era: a sofisticação dos Roxy Music e a anonimidade dos KISS (antes de terem tirado as pinturas da cara e o Gene Simmons se ter tornado numa famosa estrela de TV). Também nenhuma dessas bandas está no Rock and Roll Hall of Fame. Se Calhar Não Prestamos Para Nada.

 


Aqui estava a divertir-me no estúdio entre segmentos


O meu trabalho é ajudar a alargar a abrangência artística da cultura pop, independentemente dos meios


Os Irmãos Vaughan e eu - sou sempre desafiado a ajudar os meus artistas a alargar a sua abrangência


O meu trabalho é fazer música pop - nem sempre acerto, mas faço o melhor que posso


A carreira dos CHIC foi dramaticamente encurtada devido às consequências da Disco Demolition Night e do movimento Disco Sucks


Após uma sequência de discos de ouro, platina e múltipla-platina, os CHIC nunca mais voltaram a ter outro êxito depois do Verão de 1979, que foi a altura em que a Disco Demo Night aconteceu


O Bernard Edwards e eu assinando o contrato dos CHIC com a Atlantic Records em 1977


A história da minha vida


O último êxito dos CHIC, "Good Times", foi lançado em 1979


Rapper's Delight com direitos de composição atribuídos aos CHIC


"Another One Bites The Dust" dos Queen aproxima-se musicalmente de "Good Times" mas não usaram o nosso original


Depois de produzir o álbum "Let's Dance" do David Bowie, a sequência de fracassos acabou e, brevemente, o Bernard Edwards e eu teríamos uma sequência de sucessos


Alison Moyet, Johnny Marr, e eu actuando em conjunto há alguns meses - amo o meu trabalho de "fazer música"


A Formação Integral Inicial da CHIC Organization - infelizmente, dos cinco rapazes, sou o único que ainda está vivo


Os Roxy Music foram modelares para os CHIC no início - não fazem parte do Rock & Roll Hall of Fame


Os KISS foram modelares para os CHIC no início - não fazem parte do Rock & Roll Hall of Fame

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Algo a Recear

2 de Outubro de 2012


Passando pelo Gibson Bus a caminho de uma reunião na Clinton Global Initiative - Todos os dias da semana passada tive actividades extra além da minha habitual, e já pesada, carga de trabalho

Todos os dias da semana passada tive actividades extra além da minha habitual, e já pesada, carga de trabalho. A meio da semana, embora não me tivesse magoado nas costas, senti repentinamente dores intoleráveis a meio das costas - por acaso, isto coincidiu com os meus exames periódicos de acompanhamento oncológico, portanto até pensei, "Calhou bem". Passei um dia inteiro a fazer todos os exames habituais e mais alguns para ver o que se passava com as minhas costas.

Após um exame de rotina à pressão arterial, o meu médico disse, "127 - 70, está bom". Bem, normalmente os meus valores são 110 - 70 e achei que a minha pressão sistólica estava provavelmenta mais elevada que o normal por estar nervoso com a dor nas costas. Fui para casa com uma nota clínica de boa saúde, mas como o meu médico achou que eu estaria com uma infecção da bexiga ou urinária, receitou-me antobióticos.

Mais tarde nessa noite, as dores nas costas pioraram e a minha temperatura e frequência cardíaca subiram imenso. Mal conseguia falar ou controlar os meus músculos. Pensei que estava a ter um AVC, com base no que sabia sobre o que aconteceu ao meu velho amigo Luther Vandross. Telefonei para o serviço de emergência. Os meus sintomas eram bem reais e como a minha mente não estava a 100%, comecei a ficar muio assustado.

Por vezes, aquilo que mais medo provoca é não saber o que se está a passar de errado. Esperei que os paramédicos chegassem. Tinha acabado de receber bons resultados nos meus exames clínicos e queria mostrar-lhes a nova medicação que tinha tomado.

O meu medo inicial tinha fundamento - mas à medida que me esforçava para não desmaiar, comecei a pensar no que realmente poderia estar a acontecer. A ambulância chegou e expliquei a situação tão claramente quanto me foi possível. Ajustei a minha atitude e, lentamente, comecei a sentir-me melhor. Levaram-me para o hospital onde passei cinco horas de provação. Quando me vim embora, a minha mente estava em paz e tinha chegado à conclusão de que isto era apenas mais uma infecção, às quais sou mais sensível desde a primeira cirurgia oncológica à qual fui submetido.

Ainda estava um pouco nervoso, mas não tinha medo. Acredito que a melhor defesa contra o medo do desconhecido é aceitar a evidência de que "Não sei". O meu lema é: Tentar não ter medo até ter a certeza absoluta de que há Algo a Recear.

 


Os meus exames de rotina de acompanhamento pós-cirurgia oncológica


Passei um dia inteiro a fazer os exames regulares


Estes simpáticos rapazes fizeram-me mais alguns testes para ver o que se passava com as minhas costas


O meu velho amigo Luther Vandross faleceu de um AVC


A ambulância chegou e expliquei a situação aos paramédicos do St Lukes tão claramento quanto me foi possível


Levaram-me para o hospital onde passei cinco horas de provação


Relaxando no meu apartamento em Nova Iorque com a minha mente em paz


Tentar não ter medo até ter a certeza absoluta de que há Algo a Recear


Tento ter uma atitude positva e concentro-me em conseguir sentir-me melhor

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Ainda Estou em Estado de Choque

11 de Outubro de 2012 - Actualizado por: @NileRodgers
Tive uma surpresa maravilhosa no meu aniversário há duas semanas. Um grande grupo dos meus amigos juntaram-se e gravaram uma coisa que nunca esquecerei - um vídeo-cartão de parabéns de duas horas de duração. Tinha prometido colocá-lo aqui inteiro, mas fiquei doente e depois tive que viajar. Ainda estou doente, mas já estou em casa. Aqui Está o Vídeo de Aniversário Completo.
23 de Setembro de 2012


Parte 1 | Parte 2 | Parte 3 | VÍDEO COMPLETO

Passei parte do dia do meu sexagésimo aniversário dentro de um avião em direcção a Londres, Inglaterra. Fui ao casamento de um velho amigo. Como ninguém me podia contactar durante o voo neste meu marcante aniversário, alguns dos meus mais próximos amigos embarcaram numa empreitada épica.

Mandaram-me os parabéns do mundo inteiro. Não foram apenas estrelas da música pop, mas amigos de todas as áreas da minha vida - até do twitter e do facebook.

Há pequenos vídeos ainda a chegar e a minha equipa(e) montou um vídeo que os inclui a todos. Normalmente, este blogue é sobre as minhas aventuras diárias desde que fui atacado por um tipo agressivo de cancro/câncer há cerca de um ano e meio - porém, o amor e o optimismo na minha vida fluem em ambas as direcções e gostaria de (com)partilhar um pouco disso com vocês.

Espero não ter nenhum problema de saúde que se sobreponha a esta série de extractos desse vídeo. Vou colocar aqui tantos quantos puder, porque são amorosos, engraçados e divertidos. Agradeço a todos os meus amigos e seus animais de estimação. Ainda Estou em Estado de Choque.

 


Bryan Ferry


Steve Vai


Daft Punk


John Taylor (Duran Duran)


Dimitri from Paris


The B-52's


Paul Simon


Quincy Jones


Steven Van Zandt


XL Video


Narada Michael Walden


Chris Cornell


Q-Tip


Brett Ratner


Adam Lambert


Sinbad


Jerry Greenberg


Slash


Chris Matthews


Jody Watley


Steve Winwood


Me & Mom


Simon Le Bon


Alison Moyet


Taylor Dayne


Montel Williams


Johnny Marr


Sting


André Leon Talley


Deepak Chopra

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Feliz por Estar Vivo no Meu Aniversário

19 de Setembro de 2012


Aqui estou eu em frente aos Estúdios Electric Lady - podem ver o reflexo do Paul McClean e do Rich Hilton no vidro

O primeiro single dos CHIC chama-se "Dance, Dance, Dance" - e foi gravado no Estúdios Electric Lady na Rua 8 Oeste na Greenwich Village. Este é o estúdio que foi construído pelo Jimi Hendrix. Era no coração do bairro onde cresci. Quando eu era criança, o Electric Lady era um clube nocturno chamado Generation.

Quando tinha dezasseis anos, ia até ao Generation, embora a idade legal para beber álcool nessa altura fosse dezoito anos. Devido ao sistema de recrutamento militar na America durante a Guerra do Vietname, a nossa principal forma de identificação era um cartão de recrutamento. Este era um simples documento facilmente falsificável em qualquer gráfica de liceu, portanto, todos os meus amigos tinham um. Muitos de dezoito anos tinham ar de ter dezasseis e vice-versa, pelo que nunca me mandaram sair de nenhum clube. Embora fosse magrinho e tivesse um ar muito jovem, tinha um cartão de recrutamento.

Depois de o Generation se transformar nos Estúdios Electric Lady, trabalhei lá com vários artistas: INXS, Hall & Oates, CHIC, Macy Gray, D'Angelo, Femi Kuti, Roy Hargrove, Daft Punk e mais do que posso mencionar sem recorrer a um guia de referência musical.

Ia escrever um longo blogue hoje, sobre toda a gente, lugares e coisas que fiz desde que sou músico profissional, porque tenho andado a caminhar por Nova Iorque inteira com o Paul McClean da BBC Radio. Mas, enquanto escrevia, dei conta de que hoje é o meu Aniversário.

Comecei este blogue falando dos tempos em que tinha dezasseis anos e, hoje, faço sessenta anos. Considerando tudo pelo que passei na minha vida, francamente, estou Feliz por Estar Vivo no Meu Aniversário.

 


O nosso primeiro single "Dance, Dance, Dance" foi gravado nos Estúdios Electric Lady


Este documento em papel barato, mais pequeno que um cartão de crédito, quando "dobrado", chamava-se cartão de recrutamento e era fácil de falsificar


Ensaiando uma canção do Fela com Questlove, D'Angelo, e Femi Kuti na sala do Electric Lady


Tirei uma fotografia com o Paul e depois levei-o para dentro dos Estúdios Electric Lady


Contei ao Paul um montão de histórias fantásticas de gravações no Electric Lady


Estava alguém a gravar em total segredo no Electric Lady enquanto lá estivemos - acho que sei quem era


Dei conta de que era o meu aniversário, portanto fui procurar fotografias de aniversários - no ano passado, tive o meu primeiro bolo de aniversário feito de gelado


Reunião dos CHIC no meu aniversário com Paul Schaffer, Luci Martin, eu, Alfa Anderson, Bernard Edwards e Fonzi Thornton


Lionel Richie, Esai Morales, Nile, Russell Wong, Dustin Nguyen e as moças que tinham o nome afectivo de Niley's Angels, na rua durante a minha festa de aniversário em LA


OK, admito, hoje fui dar uma volta de carro a acelerar, só porque estou Feliz por Estar Vivo no Meu Aniversário

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Iríamos Fazer História da Música Juntos

17 de Setembro de 2012


Em direcção ao local que costumava ser a discoteca The Roxy Club - o local onde conheci a Madonna

O tempo está perfeito para Caminhar no Planeta C com o Paul McClean da BBC Radio, céu sem nuvens e temperatura sub-tropical. Normalmente, caminho à sorte, sem qualquer destino particular em mente - mas estávamos a retraçar alguns passos específicos da minha biografia Le Freak. Tenho tido uma vida tão louca, que é um milagre ainda estar vivo.

Foi mais ou menos pelos cinco anos de idade que comecei a ter noção de mim mesmo e as minhas primeiras memórias são da vida na baixa de Manhattan. Os meus pais eram ambos viciados em heroína, pelo que a nossa vida era muito Nómada. Morámos no número 780 de Greenwich Street durante algum tempo. Lembro-me que o lendário músico de jazz, Thelonious Monk, veio a nossa casa comprar um dos casacos de pele da minha mãe, que na altura estavam na moda.

Morei na Greenwich Village, na Chinatown, no Lower East Side e, quando fiz dezasseis anos, até vivi no metro/metrô. Fui membro dos Cub Scouts, dos Boy Scouts, do Boys Club of America e fui o dirigente de uma sub-secção sa secção de Lower-Manhattan da filial de Harlem do Partido Panteras Negras. A sede era a elegante moradia dos pais do líder da nossa secção na Rua 21 Oeste.

Os vizinhos do lado eram o famoso actor Anthony Perkins, do filme Psycho de Hitchcock, e a sua futura mulher, Berry Berenson. Mais tarde, ela viria a ser a minha fotógrafa. Morreu tragicamente no primeiro avião que se despenhou no World Trade Center em 11 de Setembro de 2001.

A alguns quarteirões de distância dessa casa na Rua 21, viria finalmente a conhecer o David Bowie e a Madonna pela primeira vez - o Bowie na discoteca Continental na Rua 25, e a Madonna na discoteca The Roxy na Rua 18. Iríamos Fazer História da Música Juntos. (A caminhada irá continuar.)

 


Thelonious Monk na capa da Time Magazine


Durante a caminhada, encontrámos esta moça amorosa, Alexa, que nos disse que o Girls Club do Lower Eastside ainda existe


A secção da baixa de Manhattan da filial de Harlem do Partido Panteras Negras era numa moradia na Rua 21


Berry Berenson e Tony Perkins nos bons velhos tempos


Foto de Nile Rodgers por Berry Berenson


David Bowie cantando "Modern Love" produzida por Nile Rodgers


O álbum Like A Virgin da Madonna é o maior sucesso de vendas dela

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Caminhando no Planeta C com a BBC

15 de Setembro de 2012


Nos últimos dois dias ando Caminhando no Planeta C com o Paul McClean da BBC Radio

Nos últimos dois dias ando Caminhando no Planeta C com o Paul McClean da BBC Radio, e o meu assistente e homem dos sete ofícios, Rich Hilton. Planeta C é um termo que forjei para sempre assim que o cancro/câncer me atacou. Caminhar é a parte principal da minha terapia que posso controlar. Ajuda-me a estar em forma e é uma parte sossegada do dia que tenho só para mim. Nunca levo um leitor de música nas minhas caminhadas, porque a música está constantemente dentro da minha cabeça - essa música é sempre inspirada pelo que vejo e ouço nas minhas caminhadas.

Em vinte e um meses, esta foi a segunda vez que levei alguém comigo. O Paul McClean leu o meu livro, Le Freak, e entrevistou-me em Belfast. Ele queria ver cenas do passado da minha vida incrível e os seus subsquentes espisódios. Antes de começarmos a caminhada, eu disse-lhe, "Asseguro-te que não conseguirás acompanhar todas as vistas e sons - porque tenho uma história de Rock-n-Roll para cada rua de Nova Iorque".

Começámos na Rua 125 - no Teatro Apollo. Nos anos 70, como membro da banda residente, fui músico de uma lista interminável de pesos-pesados: Parliament Funkadelic, Betty Wright, Aretha Franklin, e Screaming Jay Hawkins, só para mencionar alguns. Depois, caminhámos em direcção a leste quando, de repente, me lembrei que vi o Jimi Hendrix actuar pela última vez mesmo ali adiante no Randall's Island. Assim que nos aproximámos dos escritórios do Presidente Clinton, na esquina da Rua 125 com a 7ª Avenida, disseram-nos que não nos encontrámos com o Paul Simon por uma hora. O Paul e eu somos amigos há anos e trabalhámos juntos várias vezes.

Dobrámos a esquina e caminhámos pela 7ª Avenida em direcção ao local do antigo escritório do braço de Harlem do Partido Panteras Negras. Pelo caminho, fui cumprimentado por um polícia, que me tratou pelo meu nome, apertámos as mãos e falámos sobre música. Nos anos 60, quando eu era um Pantera Negra, também me "encontrei" com policiais da Tactical Police Force ou TPF (Forças Tácticas Policiais). Foram, entretanto, desmantelados e o escritório dos Panteras Negras é agora um salão de beleza. (Continua: Caminhando no Planeta C com a BBC.)

 


Ele queria ver cenas do passado da minha vida incrível e os seus subsquentes espisódios


Começámos na Rua 125 no Teatro Apollo


Actuei com a Betty Wright no Apollo


Actuei com o Screaming Jay back nos bons velhos tempos


Improvisei com os Funkadelic no Apollo


Jimi Hendrix - Vi-o actuar poucos meses apenas antes de ele falecer


O Presidente Bill Clinton no Harlem


Paul Simon & eu actuando na Gala da minha Fundação


Realizador/autor nomeado para galardão da academia, Jamal Joseph, com 16 anos à frente do escritório do Partido Panteras Negras


Fui cumprimentado por um polícia, que me tratou pelo meu nome, apertámos as mãos e falámos sobre música


Encontro com a polícia - sou o 5º da fila - óculos com aros de metal pousados no nariz - o Jamal estava na cadeia - Pantera 21


Aquele que foi o escritório dos Panteras Negras é agora um salão de beleza

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Música de Dança Incrível

11 de Setembro de 2012


Convidei alguns amigos para tocar Música de Dança Incrível comigo

No dia 13 de Julho de 2012, convidei alguns amigos para irem comigo até Montreux, na Suiça, e tocar Música de Dança Incrível.

 

Fotografias Incríveis do Alexandre Guidetti


Eu de manhã


A guitarra The Hitmaker


Scarlett Etienne


Johnny Marr


Ultra Nate em trabalho de Dj


Don Harris e Bill Holloman dos CHIC


Alison Moyet


Selan dos CHIC


Elly Jackson dos La Roux


Ralph Rolle dos CHIC


Mark Ronson


Kimberly Davis dos CHIC


Folami


Taylor Dayne


Pessoas em palco a festejar ao som da Música de Dança Incrível dos CHIC

 


Add a comment Add a comment

Read more...

Category: Caminhando no Planeta C

Page 7 of 35

Blog Search